Pierre Réach

França

Ao longo dos anos, Pierre Réach conquistou a reputação como um pianista excepcional que interpreta obras espetaculares como as Variações Goldberg de Bach, a Transcrição de Liszt da Sinfonia Fantástica de Berlioz, a Sonata Hammerklavier ou ainda a Sonata

“Les quatre âges de la vie” de Charles-Valentin Alkan. Ele também é reconhecido como um renomado professor que sabe transmitir com entusiasmo a busca pela emoção através da música. Há mais de 20 anos ele se tornou também um infatigável criador e organizador de manifestações artísticas.

O primeiro lugar no Concurso Internacional Olivier Messiaen o revelou ao público. Seguiram-se prêmios nos concursos Pozzoli na Itália, Maria Canals e Jaen na Espanha, e uma medalha no Concurso Arthur Rubinstein em Israel.

Aluno de Yvonne Lefébure e de Yvonne Loriod no Conservatoire de Paris, Pierre Réach se aperfeiçoou de 1975 a 1982 com Maria Curcio em Londres e recebeu durante vários anos conselhos regulares de mestres como Arthur Rubinstein, Alexis Weissenberg e Paul Badura-Skoda. Em seu vasto repertório que vai de Bach a Messiaen, passando por Mozart, Schubert, Schumann e Chopin, a obra de Beethoven sempre ocupou um lugar importante. Tocar hoje as 32 Sonatas deste compositor, que ele nunca deixou de apresentar com paixão, representa para ele uma realização de vida feita de grande tenacidade, trabalho intenso e imenso compromisso com a excelência.

Pierre Réach se apresentou em recitais e concertos com orquestra em todos os países da Europa, Japão, Estados Unidos, Isarael, Rússia, China (onde costuma ir quatro vezes por ano), Coréia do Sul, com orquestras como Philharmonique et National de Radio France, NHK Symphony Orchestra em Tóquio, Osaka Philharmonic Orchestra, KBS Orchestra de Seul, Hallé Orchestra de Manchester, Richmond Orchestra na Virginie, Pomeriggi Musicali de Milão, Orchestra Sinfônica das Ilhas Baleares, Banda Municipal de Barcelona, etc. Realizou várias gravações com obras de Charles-Valentin Alkan, Bach, Mozart, Schubert, Beethoven, Olivier Messiaen, Jean Cras, Stravinsky, Mendelssohn, Moussorgski, etc.

Pierre Réach é atualmente considerado como um dos melhores intérpretes das Variações Goldberg de Bach. Em janeiro de 2005 foi nomeado Professor Honoris Causa do Conservatório de Shanghai e suas masterclasses em diversos países da Europa, América e Ásia são extremamente reputadas. Atualmente ele é professor de piano e música de câmera na Escola Superior de Música de Catalunya (ESMUC).

Seu concerto no terraço do Observatório do Pic du Midi, França, a 2 800 metros de altura em um piano de cauda transportado por um helicóptero e transmitido pela TF1 será sempre lembrado. Este concerto deu início ao Festival Piano aux Pyrénées que se tornou, alguns anos mais tarde, no Festival Piano-Pic (www.piano-pic.fr) em Bagnères de Bigorre (Hautes-Pyrénées), França. Pierre criou também o Printemps Musical de Provins et Piano em Castelnaudary, em como o Vila-seca Music Festival (Espagne). Pierre Réaché um artista Steinway desde 1982. Em março de 2015, Pierre Réach foi condecorado com a medalha Chevalier dans l’Ordre des Arts et Lettres pelo Ministérioa da Cultura da França.

  • Lei de Incentivo à Cultura
Patrocínio Exclusivo
  • Instituto Cultural Vale
Apoio
  • Theatro Municipal do Rio de Janeiro
  • FUNARJ - Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro
  • Secretaria de Cultura e Economia Criativa Governo do Estado do Rio de Janeiro
  • Sala Cecília Meireles
  • Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira
  • Alink-Argerich Foundation
Realização
  • Instituto Arte Plena
  • Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo Governo Federal